fundos imobiliários ou imóveis

FII’s ou Imóveis físicos: qual investimento escolher?

A diversificação de sua carteira de ativos é uma prática muito importante para que você consiga alcançar uma rentabilidade mais elevada em seus investimentos. Como existem diversas modalidades no mercado para colocar dinheiro e conseguir bons rendimentos, conhecer as melhores alternativas é a forma mais segura de evitar perdas.

Os fundos imobiliários ou imóveis são duas alternativas que podem ser combinadas para montar uma carteira mais diversa e potencializar os seus rendimentos. A diversificação é uma excelente estratégia para quem quer maximizar os seus lucros e contar com segurança em suas aplicações.

Continue acompanhando e confira o que são os fundos imobiliários, suas diferenças sobre a aquisição de imóveis e as características de ambos investimentos.

O que são os fundos imobiliários?

A aquisição de imóveis para alugar ou revender é uma prática muito comum e que se mostra muito rentável quando realizada com um bom planejamento. Porém, existe um meio de se inserir nesse mercado sem necessariamente se tornar dono de uma propriedade. Os fundos imobiliários, também conhecidos como FII’s, servem como uma modalidade de investimento coletivo para aplicações nesse tipo de ativo.

Os valores aplicados nos fundos imobiliários são administrados por um gestor que será responsável pelo investimento em outros produtos — que vão variar de acordo com os fundos disponíveis e a sua proposta. Além disso, os FII’s também podem ter outras aplicações relacionadas aos imóveis.

Existem dois grandes tipos. Os fundos de tijolo são investimentos em empreendimentos imobiliários físicos, que já estão concluídos ou em construção. Em contrapartida, os fundos de papel são ativos vinculados ao mercado, como LCI e CRI.

Quais são as diferenças do investimento em FII’s e em imóveis?

Apesar de contarem com pequenas similaridades, os FII’s e os imóveis físicos são dois tipos de investimento totalmente diferentes em relação a custos, riscos e rendimentos. Confira as suas principais diferenças.

Valor inicial

Um dos principais diferenciais entre os fundos imobiliários e imóveis físicos está justamente no valor inicial de cada investimento. Os FII’s são muito mais acessíveis devido ao seu baixo custo inicial — com cotas a partir de R$100,00. 

A aquisição de um imóvel envolve uma grande quantia de dinheiro, principalmente se o pagamento for à vista. Por isso, é preciso planejamento para a aplicação correta dos recursos.

Risco

Os fundos imobiliários contam com uma grande vantagem para os investidores mais conservadores: a diversificação de investimento. Isso significa que um FII’s conta com diversos imóveis em diferentes regiões.

Com isso, os investidores podem se sentir mais confortáveis em relação ao dinheiro aplicado. Em contrapartida, a aquisição de um imóvel físico pode ser considerada um investimento de risco.

Para assegurar uma boa aquisição e alcançar rendimentos melhores é preciso conhecer bem o mercado imobiliário. Quanto maior for a sua expertise sobre o segmento, maiores serão as possibilidades de alcançar um lucro acima da média.

Intermediadores

Ao investir em fundos imobiliários, é possível contar com o suporte de um administrador responsável pela gestão dos ativos. Com isso, o investidor ficará livre das burocracias que esse tipo de processo exige, focando apenas nos lucros de suas aplicações.

A aquisição de um imóvel traz total controle sobre a sua gestão patrimonial e de seu capital. Por isso, essa é uma forma de investir diretamente em uma propriedade e ter maior liberdade sobre a sua administração.

Rentabilidade

Investir em um imóvel certamente exige um bom nível de conhecimento sobre o mercado imobiliário. Porém, com isso, as chances de aumentar a sua rentabilidade são muito mais altas.

Os fundos de investimento, apesar de trazerem menos retorno se comparados aos imóveis físicos, são uma ótima forma de se inserir no segmento e começar a adquirir experiência. Portanto, com o tempo, a diversificação sobre as aplicações se tornará muito mais rentável.

Pronto! Investir em fundos imobiliários ou imóveis físicos são duas alternativas de diversificar a sua carteira de ativos que podem trazer ótimos lucros. Procure avaliar todas as alternativas para identificar as que mais se encaixam no seu perfil para ter um melhor aproveitamento sobre o seu investimento.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para assinar a nossa newsletter e se manter informado sobre mais novidades!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.